IR - Aluguel de ações - Doador/Tomador

Doador – Proventos recebidos

As receitas com o aluguel de ações devem ser declaradas para a receita.

Para pegar um extrato consolidado de todos os recebimentos em um ano, é necessário que você entre no CEI (Canal Eletrônico do Investidor), e fazer o seguinte caminho:

  • Informativos;
  • Aviso de movimentação (BTC);
  • Colocar as datas de referencia (01/01 -31/12).

Agora é só copiar a tabela de “Empréstimos Liquidados” para um excel ou outra planilha da sua preferência, para que seja feito os cálculos das colunas “Emolumentos/Repasse” e “Credito”.

Pronto, você já vai ter o valor do total de créditos recebidos naquele período. Lembrando que o IR dessa operação já é retido na fonte.

Doador - Declaração anual

Esse tipo de operação deve ser declarado como “Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva/Definitiva”

  • Clique em “Novo”;
  • O código é o 6 (Rendimentos de Aplicações Financeira)”;
  • Tipo de Beneficiário: Titular
  • CNPJ da fonte pagadora é o da B3 (09.346.601/0001-25)
  • Nome da Fonte Pagadora é B3 S.A – Brasil, Bolsa, Balcão
  • E digitar o valor apurado no site do CEI

Pronto, você acabou de declarar os alugueis recebidos por um determinado período.

Tomador – Declaração anual

A declaração anual de operações Tomadoras de empréstimos, é declarada igualmente a de ações na ponta comprada, para maiores informações sobre, clique aqui!

Esse artigo foi útil?