Saiba tudo sobre a Portabilidade de planos de Previdência

 

  • Quero trazer o meu plano de Previdência para o modalmais, o que devo fazer?

É simples! Clique aqui para conferir o tutorial que criamos para te auxiliar ou confira o passo a passo:

1. Entre em sua área logada do site do modalmais;

2. Clique na aba 'Investir' e depois clique em 'Previdência privada';

3. Clique na opção 'Fazer portabilidade' e preencha os campos solicitados:

  • Instituição atual

Instituição onde seu plano se encontra.

  • N° do processo SUSEP

Você encontra esse número no seu Certificado do seu Plano de Previdência. Normalmente esse documento é disponibilizado em sua área de cliente. Caso não encontre, pedimos que solicite esse documento à instituição onde seu plano se encontra.

  • N° do certificado

Você encontra esse número no seu Certificado do seu Plano de Previdência. Normalmente esse documento é disponibilizado em sua área de cliente. Caso não encontre, pedimos que solicite esse documento à instituição onde seu plano se encontra.

Importante: Por enquanto, para que você consiga realizar a portabilidade do seu plano para o modalmais será necessário a contratação de um novo plano.

  • Qual o prazo de efetivação da Portabilidade no modalmais?

O prazo para que seu plano de Previdência seja de fato efetivado no modalmais é de aproximadamente 10 dias úteis caso todos os dados tenham sido preenchidos corretamente. É um processo que passa da seguradora de destino (pedinte) para a SUSEP (órgão regulador) que remete para a seguradora de origem (detentora do plano).

  • Existe alguma taxa para fazer a Portabilidade para o modalmais?

Não são cobradas taxas para se fazer a portabilidade. Ela é gratuita. É muito importante que o você leia o regulamento do plano de origem com atenção para verificar essas condições antes de portar a sua reserva, principalmente com relação às carências. Vale ressaltar que é proibida a cobrança de carregamento de entrada para portabilidade.

  • É possível fazer a portabilidade dos recursos de uma entidade fechada de previdência complementar (EFPC) para uma entidade aberta de previdência complementar?

Sim, desde que o plano de destino seja um PGBL e o participante não possua mais vínculo empregatício com a empresa, ficando claro que devem ser observados pelo participante os requisitos estabelecidos pela EFPC no contrato.

Esse artigo foi útil?