Como calcular para saber se tenho que pagar uma DARF?

Vamos supor que você comprou 800 ações de PETR4 a R$25,00 por ação. Você pagou R$2,49 de corretagem e R$100,00 de custos da B3. Para chegarmos ao preço de compra, devemos somar o custo de aquisição e as taxas, vamos lá:

 

(Quantidade * Preço) + Corretagem + Custos B3 = Preço de Aquisição

(800*25)+2,49+100= R$20.102,49

Portanto, o seu preço de aquisição foi de R$20.102,49.

 

Ocorreu uma alta expressiva no preço do petróleo e o cenário macro brasileiro está positivo, devido a aprovação de alguns projetos. Devido a isso, o papel de PETR4 acabou tendo uma alta expressiva 4 semanas depois da aquisição, chegando ao valor de 32,50 e você decide vender o papel. A corretagem cobrada na venda foi de R$5,98, pois você mandou duas ordens e os custos B3 foram de R$130,00 e o IRRF de R$260,00.

 

(Quantidade * Preço) - Corretagem - Custos B3 = Preço de Venda

(800*32,50)-5,98-130= R$25.864,02

Portanto, o seu preço de venda foi de R$25.864,02.

 

Vamos ao cálculo de resultado dessa operação:

 

Preço de venda – Preço de aquisição = Resultado da operação

25.864,02 – 20.102,49 = 5.716,53

Portanto, seu resultado foi de R$5.716,53 positivos.

 

Você teve uma operação com lucro e com volume de venda superior a R$20.000,00 no mês em ações na modalidade de Swing Trade, portanto é necessário pagar DARF.

Caso você tivesse tido prejuízo, poderia abater nos meses seguintes, em uma DARF posterior, respeitando as regras de ações, opções, FII, Fundos entre outros.

Vamos ao cálculo dessa DARF a ser paga, lembrando que a ALIQUOTA para essa operação é de 15% e o IRRF foi de R$260,00.

 

(Resultado * ALIQUOTA) – IRRF = DARF

(5716,53*0,15) – 260 = 597,47

Portanto, a DARF a ser paga é no valor de R$597,47.

 

 

 

 

 

 

 

 

Esse artigo foi útil?