Passo 1 - O que são Minicontratos?

O universo dos investimentos é imenso, não faltando opções para você rentabilizar seu capital. No entanto, algumas dessas opções podem parecer pouco acessíveis para o investidor iniciante. Um dos motivos para isso é, por exemplo, a margem de garantia exigida sobre alguns tipos de operações e contratos.

É isso o que acontece com a negociação de contratos futuros – instrumentos de renda variável negociados no mercado futuro da bolsa de valores.

Para aumentar o acesso a este mercado promissor, foram criados os minicontratos, como é o caso do Dólar Mini (WDO) e Ibovespa Mini (WIN).

Mas afinal, o que são contratos futuros?

Os contratos futuros (também conhecidos como Contratos Cheios) representam acordos de compra e venda de derivativos de commodities, índice, taxas de juros e moedas para uma data futura. Ou seja, você está negociando hoje o preço de determinado ativo para vencimento em uma data futura. Em termos simples, você está negociando as expectativas sobre o preço do ativo no futuro.

Qual a relação entre contratos cheios e minicontratos?

Os minicontratos servem a mesma função do contrato padrão. A principal diferença entre eles é o tamanho do contrato, que corresponde a 20% do tamanho do contrato cheio. Assim, sua exposição e alavancagem se tornam menores, permitindo que a margem de garantia exigida seja inferior ao contrato cheio.

mceclip0.png

Você conhece as vantagens de operar com minicontratos?

  • Alta Liquidez: os minicontratos são ativos de alta liquidez, tendo risco reduzido de não ter contraparte interessada quando desejar movimentar o ativo.
  • Diversificação: você poderá expor seu capital há diversos instrumentos financeiros nesta categoria de ativos.
  • Alavancagem: a margem exigida pela B3 para negociar minicontratos é menor do que o contrato cheio, possibilitando que o investidor consiga alavancar mais seu capital.
  • Baixo custo operacional: taxas sobre minicontratos, tais como corretagem e emolumentos, costumam ser inferiores as tarifas do contrato cheio. Aqui no modalmais, você consegue investir em contratos cheios e minicontratos com corretagem ZERO!

Códigos dos minicontratos

Assim como acontece com os contratos futuros, os minicontratos também possuem data de vencimento, e para cada vencimento existe uma letra de referência que compõe o seu código de negociação.

mceclip0.png

Abaixo, acompanhe a tabela (que utiliza como exemplo os contratos futuros e minicontratos que são mais comumente negociados: de Dólar e Índice) que apresenta letras que indicam, respectivamente, os meses de vencimento desses ativos:

mceclip0.png

Dando continuidade aos exemplos da tabela, acompanhe como ficariam os códigos de negociação, por exemplo, com vencimento em agosto de 2022.

Mini índice: WINQ22
Mini dólar: WDOQ22
Dólar cheio: DOLQ22
Índice cheio: INDQ22

Apesar de terem sido utilizados como exemplos, a tabela mostra os meses reais de vencimento dos contratos futuros e minicontratos de dólar e índice. Dessa forma, vale ressaltar que:

mceclip0.png

mceclip1.png

Margem de garantia para negociação dos minicontratos

margem de garantia não representa um custo ou um aporte investido, mas, sim, um valor que serve como garantia de que, caso você tenha um resultado negativo com a operação, possa cobrir esse valor com a garantia depositada. Caso obtenha resultado positivo com a operação, a margem é “desbloqueada”, ou seja, devolvida para livre movimentação.

Portanto, para operar com contratos futuros é necessário ter em conta o valor da margem, e não o valor financeiro do contrato. Ou seja, por essa margem ser menor que o valor do contrato, é possível, com esses instrumentos, alavancar o seu capital.

A margem de garantia é definida pela B3 e disponibilizada diariamente aos participantes do mercado. Porém, no Day Trade (operações de compra e venda no mesmo dia), as instituições financeiras, como corretoras e bancos de investimento, podem oferecer uma margem reduzida, já que a chamada de margem oficial da B3 ocorre apenas na liquidação das operações, ou seja, em 1 dia útil.

mceclip1.png

Hoje, o modalmais oferece margem reduzida para você! Para o Day Trade, essa margem poderá ser em financeiro, CDBs Modal pós-fixados, ações desagiados e títulos públicos inteiros desagiados. Já para realizar posição nesses contratos, é necessário ter o valor total exigido pela B3. O modalmais disponibiliza um simulador de Margem de Futuros B3. Para saber mais, clique no card abaixo:

mceclip2.png

Quais as características técnicas e quanto custa operar minicontratos?

Confira, a seguir, as características técnicas dos principais minicontratos, e os custos para negociá-los pelo modalmais.

Características do minicontrato de índice Ibovespa

  • Tamanho do contrato: R$ 0,20 por ponto de índice
  • Cotação: definida pelos pontos do índice
  • Vencimento: meses pares
  • Variação mínima de apregoação: cinco pontos de índice (cotação varia de cinco em cinco pontos)

Observando a cotação: no contrato futuro de Índice, cada ponto equivale a R$ 1, já no mini índice, por equivaler a 20% do contrato cheio, o valor do ponto é de R$ 0,20.

Vamos supor que você compre dois contratos de WIN em 110.100 pontos e venda em 110.500, o resultado bruto de sua operação será de R$ 160. Observe o cálculo a seguir:

mceclip0.png

Características do minicontrato de Dólar

  • Tamanho do contrato: US$ 10 mil
  • Cotação: reais por US$ 1 mil
  • Vencimento: todos os meses
  • Variação mínima de apregoação: R$ 0,50 por US$ 1 mil (cotação varia de meio em meio ponto)

O mini Dólar corresponde a 20% do contrato de Dólar futuro, ou seja, ele representa a compra ou venda de US$ 10 mil. No contrato cheio, o tamanho do contrato equivale a US$ 50 mil.

É importante destacar que as cotações dos contratos variam diariamente, no entanto, as características técnicas abordadas acima, permanecem as mesmas. No WDO, cada ponto equivale a R$ 10, enquanto que, no contrato cheio, equivale a R$ 50.

Esse artigo foi útil?