O que são Minicontratos?

O universo dos investimentos é imenso, não faltando opções para você rentabilizar seu capital. No entanto, algumas dessas opções podem parecer pouco acessíveis para o investidor iniciante. Um dos motivos para isso é, por exemplo, a margem de garantia exigida sobre alguns tipos de operações e contratos.

É isso o que acontece com a negociação de contratos futuros – instrumentos de renda variável negociados no mercado futuro da bolsa de valores.

Para aumentar o acesso a este mercado promissor, foram criados os minicontratos, como é o caso do Dólar Mini (WDO) e Ibovespa Mini (WIN).

Mas afinal, o que são contratos futuros?

Os contratos futuros (também conhecidos como Contratos Cheios) representam acordos de compra e venda de derivativos de commodities, índice, taxas de juros e moedas para uma data futura. Ou seja, você está negociando hoje o preço de determinado ativo para vencimento em uma data futuro. Em termos simples, você está negociando as expectativas sobre o preço do ativo no futuro.

Qual a relação entre contratos cheios e minicontratos?

Os minicontratos servem a mesma função do contrato padrão. A principal diferença entre eles é o tamanho do contrato, que corresponde a 20% do tamanho do contrato cheio. Assim, sua exposição e alavancagem se tornam menores, permitindo que a margem de garantia exigida seja inferior ao contrato cheio.

Você conhece as vantagens de operar com minicontratos?

  • Alta Liquidez: os minicontratos são ativos de alta liquidez, tendo risco reduzido de não ter contraparte interessada quando desejar movimentar o ativo.
  • Diversificação: você poderá expor seu capital há diversos instrumentos financeiros nesta categoria de ativos.
  • Alavancagem: a margem exigida pela B3 para negociar minicontratos é menor do que o contrato cheio, possibilitando que o investidor consiga alavancar mais seu capital.
  • Baixo custo operacional: taxas sobre minicontratos, tais como corretagem e emolumentos, costumam ser inferiores as tarifas do contrato cheio. Aqui no modalmais, você consegue investir em contratos cheios e minicontratos com corretagem ZERO!

26.png

Códigos dos minicontratos

Assim como acontece com os contratos futuros, os minicontratos também possuem data de vencimento, e para cada vencimento existe uma letra de referência que compõe o seu código de negociação.

Abaixo, acompanhe a tabela (que utiliza como exemplo os contratos futuros e minicontratos que são mais comumente negociados: de Dólar e Índice) que apresenta letras que indicam, respectivamente, os meses de vencimento desses ativos:

Mês de vencimento

IND/WIN DOL/WDO
Janeiro   F
Fevereiro G G
Março   H
Abril J J
Maio   K
Junho M M
Julho   N
Agosto Q Q
Setembro   U
Outubro V V
Novembro   X
Dezembro Z Z

Dando continuidade aos exemplos da tabela, acompanhe como ficariam os códigos de negociação, por exemplo, com vencimento em agosto de 2021.

Mini índice: WINQ21
Mini dólar: WDOQ21
Dólar cheio: DOLQ21
Índice cheio: INDQ21

Apesar de terem sido utilizados como exemplos, a tabela mostra os meses reais de vencimento dos contratos futuros e minicontratos de dólar e índice. Dessa forma, vale ressaltar que:

Contrato futuro de Dólar Comercial (DOL) e Dólar Mini (WDO)
  • Vencimento todos os meses
  • O vencimento ocorre no 1° dia útil de cada mês
  • O último dia de negociação é o dia útil anterior ao dia do vencimento
  • A liquidação é exclusivamente financeira, caso fique com alguma posição em carteira o contrato será zerado pelo preço de ajuste
Contrato futuro de Ibovespa (IND) e Ibovespa Mini (WIN)
  • O vencimento sempre ocorre na quarta-feira mais próxima do dia 15 e nos meses pares
  • No dia do vencimento, a negociação do contrato vincendo se encerra às 17h00
  • A apuração do preço de ajuste será das 17h00 às 17h15
  • A liquidação é exclusivamente financeira, caso fique com alguma posição em carteira o contrato será zerado pelo preço de ajuste

Margem de garantia para negociação dos minicontratos

margem de garantia não representa um custo ou um aporte investido, mas, sim, um valor que serve como garantia de que, caso você tenha um resultado negativo com a operação, possa cobrir esse valor com a garantia depositada. Caso obtenha resultado positivo com a operação, a margem é “desbloqueada”, ou seja, devolvida para livre movimentação.

Portanto, para operar com contratos futuros é necessário ter em conta o valor da margem, e não o valor financeiro do contrato. Ou seja, por essa margem ser menor que o valor do contrato, é possível, com esses instrumentos, alavancar o seu capital.

A margem de garantia é definida pela B3 e disponibilizada diariamente aos participantes do mercado. Porém, no Day Trade (operações de compra e venda no mesmo dia), as instituições financeiras, como corretoras e bancos de investimento, podem oferecer uma margem reduzida, já que a chamada de margem oficial da B3 ocorre apenas na liquidação das operações, ou seja, em 1 dia útil.

Hoje, o modalmais oferece margem reduzida para você! Para o Day Trade, essa margem poderá ser em financeiro, ou então em CDBs Modal pós-fixados, ações desagiados e títulos públicos inteiros desagiados. Já para realizar posição nesses contratos, é necessário ter o valor total exigido pela B3.

Quais as características técnicas e quanto custa operar minicontratos?

Confira, a seguir, as características técnicas dos principais minicontratos, e os custos para negociá-los pelo modalmais.

Características do minicontrato de índice Ibovespa

Tamanho do contrato: R$ 0,20 por ponto de índice
Cotação: definida pelos pontos do índice
Vencimento: meses pares
Variação mínima de apregoação: cinco pontos de índice (cotação varia de cinco em cinco pontos)

Observando a cotação: no contrato futuro de Índice, cada ponto equivale a R$ 1, já no mini índice, por equivaler a 20% do contrato cheio, o valor do ponto é de R$ 0,20.

Vamos supor que você compre dois contratos de WIN em 110.100 pontos e venda em 110.500, o resultado bruto de sua operação será de R$ 160. Observe o cálculo a seguir:

(110.500 – 110.100) x 0,20 x 2 = R$ 160

Características do minicontrato de Dólar

Tamanho do contrato: US$ 10 mil
Cotação
: reais por US$ 1 mil
Vencimento
: todos os meses

Variação mínima de apregoação: R$ 0,50 por US$ 1 mil (cotação varia de meio em meio ponto)

O mini Dólar corresponde a 20% do contrato de Dólar futuro, ou seja, ele representa a compra ou venda de US$ 10 mil. No contrato cheio, o tamanho do contrato equivale a US$ 50 mil.

É importante destacar que as cotações dos contratos variam diariamente, no entanto, as características técnicas abordadas acima, permanecem as mesmas. No WDO, cada ponto equivale a R$ 10, enquanto que, no contrato cheio, equivale a R$ 50.

Taxas B3 para minicontratos

A B3 cobra duas taxas sobre operações Day Trade que envolvem contratos e minicontratos futuros, sendo emolumentos e taxa de registro. Para cada contrato negociado, há a incidência dessas taxas, ou seja, são consideradas tanto as operações de abertura, quanto as de encerramento da posição.

Os valores são divulgados e sempre atualizados no site da B3, sendo diferentes de acordo com o ativo negociado. Essas taxas são calculadas automaticamente pela Bolsa, e você conseguirá acompanhar cada custo referente às suas operações, utilizando sua nota de corretagem.

Imposto de renda para Minicontratos

O imposto de renda incide sobre os lucros das suas operações. A alíquota é diferente para operações Day trade ou Swing trade.

No Day Trade, ou seja, para operações que foram abertas e encerradas no mesmo pregão, é cobrado 20% sobre o lucro, sendo que 1% já é retido na fonte. Então, o investidor tem a obrigação de gerar a DARF e pagar os 19% restantes até o último dia do mês subsequente ao período de apuração.

Já para operações Swing Trade, ou seja, que foram abertas, porém, não foram encerradas no mesmo pregão, a alíquota é de 15%, sendo que 0,005% sobre a soma algébrica dos ajustes diários (apenas quando positivo), apurado quando encerrar a operação (antecipadamente, ou apenas no vencimento), já fica retido na fonte.

Como escolher uma plataforma para operar minicontratos?

Antes de começar a operar com minicontratos, é importante escolher uma plataforma que atenda aos seus objetivos e necessidades.

Você pode fazer isso observando características, como:

  • Funcionalidades da plataforma
  • Velocidade de envio de ordens
  • Estabilidade entre a corretora e a plataforma
  • Custo da plataforma

Pensando nas características acima, você pode optar entre as seguintes plataformas:

Quer saber mais sobre os riscos de operar minicontratos? Clique aqui para saber mais.

Esse artigo foi útil?