Quais são os riscos ao operar Minicontratos?

Os minicontratos são classificados como investimentos de renda variável, logo, não é possível prever se uma posição será ganhadora ou perdedora e, por isso, você precisa estar ciente dos principais riscos encontrados, que são:

  • Risco de alteração de margem de garantia: é a alteração da margem de garantia, que pode mudar os valores exigidos a qualquer momento sem aviso prévio. 
  • Risco de ajustes diários: como são precificados diariamente, há dias em que os papéis podem registrar variações negativas.
  • Risco de Oscilação do mercado: notícias, expectativas ou qualquer outro fator pode influenciar o preço dos minicontratos. 

Outro risco importante a ser avaliado para suas operações em minicontratos é a alavancagem.

Mas afinal, o que é alavancagem?

A Alavancagem permite que você realize operações sem necessidade de todo o recurso financeiro exigido nesta operação, uma vez que seu saldo e garantias em conta são multiplicados, similar a um limite de crédito. Assim, você pode operar com um valor maior do que o disponível em conta, aumentando a possibilidade de ganhos, mas também, elevando sua exposição ao risco e eventuais perdas.

Mas qual a relação entre alavancagem e operações em minicontratos?

Em sua natureza, as operações em minicontratos são alavancadas. Ou seja, você estará operando instrumentos com valor muitas vezes maior do que o disponível em sua conta.

Embora você possa operar minicontratos com margem reduzida, é importante avaliar o seu grau de exposição ao risco de mercado.

Fique atento a este exemplo para entender a dinâmica:

Você investidor tem somente R$ 100,00 na conta do modalmais, que exige R$ 13,00 como margem reduzida para operar minicontrato de Ibovespa (WIN). Neste cenário, você pode alocar limites para operar até 7 WIN, tendo assim, a possibilidade de posicionar-se em até 7 contratos.

Considerando o Ibovespa a 100.000 pontos, você poderia negociar um total de R$ 140.000,00, representando uma alavancagem de 1.400* vezes.

  • 7 (número de contratos) x 100.000 (cotação do Ibovespa) x 0,20 (valor em reais para cada ponto de WIN = R$ 140.000,00 (alavancagem de 1.400 vezes).

Logo, você, em uma posição perdedora, poderá potencialmente auferir em prejuízos superiores até mesmo ao saldo total em conta em um cenário de oscilação intensa de mercado.

Portanto, para ter consistência em seus trades é importante exercer uma boa gestão de risco para proteger seu patrimônio enquanto o rentabiliza na bolsa de valores.  

Clique aqui, para saber tudo sobre o que precisa para operar no mercado BM&F.

Você sabe o que é Gestão de Risco? Assista o vídeo que o Eduardo Garufi preparou para você:

Esse artigo foi útil?